BLOG ENCERRADO!

Atenção queridinhos, o blog Beauty ‘n’ Roll aqui na plataforma do WORDPRESS foi ENCERRADO!

Todas as postagens, e atualizações estão continuadas na versão do blogspot.

 

http://beautynroll.blogspot.com.br/

Abraços.

F.

Resenha: Shampoo e Condicionador Extremus Homens – Cabelos Normais (Extratos da Terra)

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou resenhar pra vocês o shampoo e condicionador Extremus Homem para cabelos normais, da Extratos da Terra

 

Já fazia um bom tempo que eu não fazia uma resenha de produtos exclusivos para homens, e resolvi fazer isto. Trata-se de uma dupla indicada para cabelos masculinos que sejam normais.

OBS: Um cabelo normal é aquele que não é nem seco nem oleoso (não estou falando dos mistos), não tendo problemas aparentes naturalmente. Geralmente caucasianos.


Shampoo:

“Produto desenvolvido com tensoativos suaves e enriquecido com manteiga de cupuaçu e Hydro-Trichosyl, ingredientes que ajudam a reparar os fios e a evitar a quebra, proporcionando brilho e maciez aos cabelos.

Finalidade: limpa o couro cabeludo e os fios sem deixar resíduos, evitando o ressecamento e devolvendo o brilho e a maciez de que necessitam.”

 

O shampoo é sem sal (sodium laureth sulfathe), tem uma coloração perolada translúcida e um aroma suave levemente amadeirado e frutal que é bem gostoso.

 

Na fórmula encontrei: hydrolyzed soy protein, theobroma grandiflorum glyceryl ester.

 

Deve ser aplicado suavemente nos fios molhados até a formação de espuma, enxaguar e repetir se necessário.

No uso, ele faz uma espuma bem macia e densa, entretanto achei que dá uma leve ressecada nos fios, nada demais, mas notável, mesmo que bem leve mesmo. Não gera danos, nem quebra e tal, apenas um leve efeito ressecado. Contudo, ele deixa meus fios (secos) limpos com uma aplicação. Creio então que para cabelos realmente normais, ele seja um shampoo TOP.


Condicionador:


“Excesso de sol, banho com água muito quente e poluição deixam os cabelos ressecados, quebradiços e sem vida, havendo a necessidade de uma hidratação intensiva para recuperá-los. O hydro-Trichosyl, aliado a ingredientes da fórmula, devolve aos seus cabelos o brilho e a maciez perdidos.

Finalidade: promove hidratação profunda e dá brilho e vitalidade aos cabelos ressecados.”


O condicionador tem uma textura cremosa e aquosa, de coloração branca. O aroma é o mesmo do shampoo, porém com um toque a mais de notas frutais, que o deixa ainda mais cheiroso que o primeiro item.

 

Na fórmula encontrei: theobroma grandiblorum seed butter (4º item da fórmula),  hydrolyzed soy protein.

Uma ressalva que deixo, é que só encontrei o dimethicone de silicone na fórmula, que aliás é um dos últimos componentes listados na mesma, o que ganhou pontos comigo.

 

Deve ser aplicado sobre os fios limpos deixando agir por 3 minutos, e enxaguar.

No uso, ele é excelente! Se adere aos fios transmitindo a eles um sensorial macio e maleável de imediato. Após a ação e enxágue os fios ficam bem macios e maleáveis, com um toque suave.

 

Achei que este condicionador age melhor que muita máscara de hidratação que já utilizei por aí. Ele tem potencial hidratante. Se nos meus fios secos deu certo, deve ser um primor para fios normais.

 

Shampoo

O que promete: evitar a quebra, brilho, maciez, limpar sem deixar resíduos, evitar o ressecamento 

O que faz: não gera quebra, limpa de forma positiva entretanto peca na promessa de evitar o ressecamento em fios secos; mas como é pra fios normais, creio que seja uma boa pedida

Classificação: Regular (para fios normais daria Bom)

Compraria novamente: Não (indico para fios normais mesmo)

Nota: 5 (para meus fios)


Condicionador

O que promete: Hidratação intensiva, brilho, maciez e vitalidade aos fios ressecados

O que faz: Cumpre o que promete! Uma ótima opção de condicionador com potencial hidratante (gera hidratação, não nutrição ou reconstrução da fibra; favor não confundir).

Classificação: Ótimo

Compraria novamente: Sim

Nota: 8


Abraços.

F,

Lauril Sulfato de Sódio DESTRÓI a Queratina dos Cabelos!

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou abordar um assunto novo, sobre o Lauril Sulfato de Sódio.

 

Também o  Lauril Éter Sulfato de Sódio, ou Sodium Lauril Sulfate, ou Sodium Laureth Sulfate, é o detergente usado na grande maioria dos shampoos que conhecemos. Ele tem ação detergente, surfactante e desengordurante. Ele é o item de limpeza mais eficaz e o mais barato ao mesmo tempo.

O que muitos não sabem, é que este detergente que utilizamos para higienizar e limpar nossos cabelos, é o mesmo detergente que utilizamos para lavar louça, limpar o chão, lavar roupas e dar banho nos animais domésticos!

 

Este item também é responsável pela geração da espuma dos produtos cosméticos, o que auxilia na distribuição do produto pelos fios. Entretanto, ele tem uma ação negativa quanto a isto; isto pois mesmo aplicado apenas em uma área, ao enxaguá-lo, ele automaticamente entra em contato com a parte que não havia entrado em contato, gerando sua ação detergente (mais suave nas áreas não propriamente aplicadas). O contra disso, é que a alta concentração do mesmo, ou mesmo o efeito progressivo, tanto na pele quanto nos cabelos, remove TODA a camada protetora dos mesmos, levando a camada lipídica junto com a sujeira. Sim! Então você que investe em uma boa nutrição capilar (saiba sobre ela clicando AQUI), e utiliza frequentemente produtos contendo este item, você estará de fato removendo, de imediato, ou progressivamente, TODA a camada lipídica/nutrição sobreposta nos fios (prova disso, o simples fato de utilizar um detergente para remover a gordura de um prato). Além disso, ele pode vir a acarretar problemas de oleosidade na pele do rosto, por exemplo, ou provocar danos em peles sensíveis ou já danadas. Muito embora, dependa sim da concentração dos mesmos e propósito da formulação; isto pois, não é porque o produto o tem que ele literalmente irá danificar os fios, nem que um produto contenha óleo de argan, e vá devidamente nutrir os fios. 

O item é extraído da palma, mas não é “natural”, vindo a partir da etoxilação, podendo contaminar o item com outros itens que podem ser tóxicos. E de acordo com a Ong EWG, ele é classificado como item de “risco moderado”.

 

Não há evidências científicas de que o lauril sulfato de sódio cause câncer.

Segundo o National Cancer Institute dos Estados Unidos, o lauril sulfato de sódio causa irritação nos olhos, pele e mucosas, mas isto depende da concentração a que as pessoas se expõem tendo efeito irritante semelhante à ação de qualquer outro detergente e não estando associado ao câncer.”

Fonte do trecho: INCA – Ministério da Saúde
 
Agora referente ao título, o processo de extração da queratina das penas das aves, para ser utilizada para finalidades de uso cosmético, além do uso de um percentual de calor, é utilizado o lauril sulfato de sódio! Sim! Ele altera as cadeias queratínicas (em alta concentração, neste caso), e então, as remove das penas, deixando as moléculas dispersas em si!
E então você pensa… Usa um shampoo que resseca e até embaraça os seus fios, e descobre que o detergente dele mesmo é utilizado para a extração de queratina, e acha que nos seus fios seria diferente? Pense nisto!
Uma solução para evitar os danos é não lavar muito os cabelos, usando uma; no máximo duas vezes o shampoo durante o banho. E não lavar o cabelo com shampoos fortes frequentemente.
 
Ressecamento e embaraçamento não é sinônimo exato de limpeza.
 
Contudo, creio que valha a pena sim procurar pro produtos que não contenham o dito cujo, em favor de manter a proteção dos fios e da pele, removendo apenas a sujeira, e não todo o precioso tratamento a que os dispomos.
 
Já temos no mercado, algumas empresas que tratam de utilizar produtos que não contenham o item em seus produtos. Existem diversos, mas cito a nova linha Natural Wave da L’officer Professional, que se volta totalmente para esta proposta! E que além disso, é LIVRE de parabenos, petrolatos/petroquímicos e silicones. Tem qualidade diretamente profissional, mesmo para uso home care.
 
Vocês podem conhecer sobre a linha clicando aqui.
 
Além disso, visitei um salão de um bairro nobre, e lá vi os produtos da L’officer logo ao lado de “grandes marcas” como L’oreal Professional, Kerastase, Paul Mitchel Lanza.
 
 
Abraços.
F.

 

Resenha: Dream Fresh BB Cream – 8 em 1 Médio (Maybelline)

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou resenhar pra vocês o BB Cream da Maybelline. 

 

Eu o ganhei de uma grande amiga, que praticamente o jogou no lixo com suas palavras (haha) e queria ver se o produto daria certo comigo, e se não dessa, pra eu gongar mesmo o produto (hahaha)!

 

Bem, tá certo! Vocês sabem que eu não gosto e nem uso maquiagem. Não me sinto a vontade vendo meu rosto maquiado. Inclusive tem um único produto make up que eu resenhei aqui pra vocês, que foi o Primer Mineral da Bioart (confira clicando aqui), que a propósito é muito bom mesmo! Com este é o seguinte, eu quis testar um primer pelas suas promessas básicas de hidratação e proteção, e no caso deste, ele me ganhou facilmente, pois deixa a pele do rosto bonito sem deixá-la maquiada.

 

Enfim, vamos falar do produto do post!

Ele é 8 em 1, tem filtro solar fator 30 (amo filtro solar) e é de nível médio. Vem com 30 ml.

 

Dream Fresh BB combina cuidado da pele com maquiagem para uma pele impecável em apenas um passo.”


Bem, acho que a grande maioria feminina já sabe o que é um BB Cream, mas pra quem não sabe, eu vou dizer o que eu sei! Os BB Creams foram criados lá pelo Japão, e era o segredo da pele perfeita das orientais… Há alguns anos foi trazido ao ocidente.

 

O 8 em 1 que ele diz no rótulo se refere a que:

#Hidrata

#FPS 30

#Ilumina

#Oil Free

#Disfarça Imperfeições

#Se ajusta ao tom da pele

#Melhora a aparência da pele

#Suaviza


Ele deve ser aplicado espalhando o produto por todo o rosto com uma esponja ou um pincel.l. Bem, como não sou desses, fui com os dedos mesmo.

 

Na fórmula encontrei: glycerin, silica, hydrogenated lecithin, propylene glycol, chamomilla recutita (matricaria) flower extract, aloe bardensis leaf extract.

 

Bem, ele tem uma textura estranha, que parece que o produto não foi completamente misturado (minha amiga disse que achou que o produto estava podre haha). Um coloração amarronzada, textura bem fluida, se você deixar o produto sem a tampa ele cai todo, tem que utilizá-lo com cuidado. Felizmente a abertura dele é fina, e não vai cair litros não! Cai em gotas, mas cai.

Tem um cheiro assim… De maquiagem! .-. ahah’ Mas é leve.

 

No uso… Eu devo confessar que gostei dele sim!!! Ele só tem um contra, que conforme as horas vão passando, ele pode deixar a pele ficar um pouco ensebada. Ele não deixa a pele oleosa na aplicação e nem em instantes depois, mas se você tem pele mista ou oleosa, vai notar isto em algumas horas depois. Mas não atribuiria toda a culpa no coitado, mas é da pele mesmo.

Os prós são vários… Notei ele cumprir tudo o que prometeu, menos a parte de iluminar, que é bem tênue, o que pra mim é ótimo! Ele suaviza, deixa um aspecto mais bonito, jovial e menos danificado ou cansado no rosto. Ele também realmente se ajusta ao tom da pele… Fiquei preocupado que me desse um efeito de base ou sei lá, mas não, ele deixa uma aparência bem natural e bonita. Facilita o não bronzear da pele pelo filtro solar, e bem, vale a pena, pra quem não gosta de um rosto maquiado. Já se você gosta de um efeito make up, não vai gostar de usá-lo sozinho.

Eu gostei!

 

O que promete: Hidratar, iluminar, ser oil free, disfarçar imperfeições, se ajustar ao tom da pele, melhorar a aparência da pele, suavizar e conter filtro solar 30

O que faz: Cumpre o que promete! Eu gostei! Faz o que promete sem deixar a pele toda maquiada. Mas creio que se a pele for um pouco escura, ele deva dar uma clareada sim. O único contra é o de deixar a pele ensebada depois de algumas horas; tenho pele mista, quem tem pele oleosa, o efeito deve ser pior.

Classificação: Ótimo

Compraria novamente: Sim

Nota: 9


Abraços.

F.

 

Dica do Dia: Tudo sobre QUERATINA! A vida dos cabelos como a água é do corpo!

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou falar pra vocês de um assunto que para muitos pode ser polêmico, mas que bem, para mim, não é nada demais… Queratina, a vida dos fios de cabelo!

 

 

 

Há muito tempo atrás, quando eu decidi entrar de cabeça nos cuidados capilares, uma das primeiras coisas que ficavam fixadas a mente era o polêmico assunto, que era tão difundido inclusive na blogosfera… Que queratina quebra o cabelo! Tá, não diretamente desta forma, mas que em excesso, ou demais, ou sempre, geraria a quebra.

Tá okay… E por um curtíssimo, para não dizer poucas semanas, período de tempo, eu fiquei com isto na cabeça. Entretanto, como sou muitíssimo analítico e perspicaz, fiz uma reflexão comigo mesmo e pensei “Bem, queratina compõe cerca de 90% da estrutura de um fio de cabelo… Então como é que ela viria a danifica-lo?”

Analisando elementos, apenas em modo alusivo… O corpo é formado por 70% de água, contudo, tomar água regularmente, garante maior saudabilidade de um corpo humano e a falta dela, causa efeitos de ‘pane’ no mesmo, como em vezes que ele pede por água e nós ingerimos alimentos. O gás oxigênio, que respiramos, quando se junta com outra molécula de oxigênio, não é destruído… Vira ozônio.

 

Mas começar do início…

 

Felipe, o que é a Queratina?

 

A molécula de queratina, nada mais é do que uma proteína. Ela tem uma textura fibrosa formada por uma estrutura dentre 15 aminoácidos e outras proteínas menores (entre estas estas estão, em ordem alfabética: ácido aspártico, ácido glutâmico, alanina, arginina, aspargina, cisteína, fenilalanina, glutamina  glicina, histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, prolina, serina, treonina, tirosina, tripolina, valina…), sendo que a maior delas é a cisteína (esta que nos cabelos, proporciona resistência e melhora na elasticidade). No corpo humano, é possível encontrá-la na pele, cabelos e nas unhas. Ela tem origem animal e é impermeável a água (por isso mesmo, o fio bem queratinizado, consegue ser mais saudável). Uma curiosidade é que existem vários tipos de queratina… Como a queratina ácida, a queratina neutra e a queratina básica, formadas a partir de uma sequência formada pela cadeia de cada uma delas.

 

O que a Queratina faz em contato com o cabelo ou a pele?

 

A queratina forma uma espécie de camada, na pede, sobre a epiderme, gerando uma proteção resistente contra a perda de água (hidratação), além de proteger de danos que possam vir a ocorrer; a ação sobre os cabelos, também é parecida. São tão resistentes, que mesmo mortas estas moléculas/células, conseguem exercer sua função singularmente.

 

De onde vem a Queratina utilizada nos cosméticos?

 

A grande maioria vem de extração animal, em que a maior parte dela é extraída das penas de aves; nestas quais em cada única pena, é estruturada por 90% de queratina, assim como os nossos cabelos. Ela é aplicada nos mais diversos itens dos setores cosméticos, como em shampoos, condicionadores, máscaras, finalizadores, tratamentos capilares, esmaltes, produtos para a pele, etc.

 

 

OBS: AS ALTAS TEMPERATURAS AFETAM A QUERATINA! Sim! Existem estudos que comprovam que altas temperaturas afetam a eficiência da queratina. Apenas produção da extração dela, em 40º C uma extração que gere 165 mg, em 70º a quantidade obtida é inferior, sendo de apenas 85 mg.

 

Como dito acima, a queratina compõe cerca de 90% do fio de cabelo, e por este simples motivo, é provavelmente o ativo de tratamento mais difundido pela área. A forma mais comumente encontrada nos cosméticos é a queratina hidrolisada (hydrolyzed keratin), obtida por hidrólise gerando a “queratina liquida” tão conhecida por muitos. Neste estado, ela tem baixo peso molecular, facilitando a entrada das moléculas pelas cutículas dos cabelos (levando-se em consideração que a molécula de queratina “completa” é grande, sendo incapaz de ‘entrar’ no fio); que ao longo do tempo, gera maior hidratação, reparo, brilho e condicionamento único aos fios. 

Contudo, o uso dela é em uma concentração baixa nos cosméticos. Sabiam disso? Em shampoos, ela se concentra de 1 a 3%; nos condicionadores, de 2 a 5%; nos tratamentos de restauração, a partir de 3% e em alisantes, de 2 a 5%. Então… Já daí é precário dizer que ela geraria um “excesso” nos fios.

 

A Queratina então é o principal ativo de recuperação dos fios?

 

Sim! Através/após do uso de processos químicos (alisamentos, colorações e descolorações) os fios são submetidos a ações que geram a perda da massa/queratina dos fios, revelando um novo aspecto mais seco, opaco e poroso, se fazendo necessária uma reposição proteica nos mesmos. Um dos processos de recuperação desta perda é a conhecida Cauterização Capilar (saiba como fazer uma clicando aqui)

 

 

E então, você é apresentado a uma pessoa que tem cabelos completamente danificados e porosos, e ela tem medo de usar óleos para resolver a porosidade com medo de deixar os fios ‘oleosos’, e tem medo de usar queratina e produtos reconstrutores com medo de que os fios se endureçam. É algo ILÓGICO!

E na maioria não é nem culpa direta da pessoa, pois ela ficou com medo de usar porque provavelmente leu em algum lugar que isto lhe faria mal.

Muitas vezes até em alguns salões de beleza a cliente pode ter ouvido algo desses, em que ela chega com o cabelo completamente danificado, faz uma sessão de algum tratamento “que irá funcionar”, mas que ela não poderá usar queratina ou ao menos não usar queratina sempre, mas terá que “voltar ao salão semanalmente para reparar os danos dos fios”. E com o que é que vão recuperar esses danos? Com a queratina! Aí me dizem, mas no rótulo dos produtos diz que são a base de proteínas e/ou aminoácidos… E então eu digo, proteínas e aminoácidos formam as cadeias queratínicas, e muitas vezes, são as moléculas dela partidas, que geram a hydrolyzed keratin na fórmula dos produtos.

 

Unicamente, queratina poderia vir a dar excesso ou overdose, unicamente e apenas em fios nas três categorias: virgens, saudáveis (de verdade) ou levemente ressecados. Se seu cabelo quebra, ele precisa de queratina, se seu cabelo não mantém tratamentos, ele precisa de queratina, se seu cabelo resseca completamente ao longo do dia, ele precisa de queratina!

Utilizar um alisante, seja de guanidina ou tioglicolato; utilizar um pó descolorante, seja com amônia ou amonia free; utilizar uma tintura permanente ou semi permanente, até muitas vezes mesmo apenas um tonalizante (geralmente os mais em conta), estarão tirando boa parte da “massa capilar”… E esta matéria, nada mais é do que a queratina dos fios… Ou ainda a as proteínas deles, os aminoácidos ou como quiserem chamar.

 

Quando o Cronograma Capilar (saiba mais aqui) foi difundido pelas redes, várias pessoas vinham me perguntar como fazer. Eu logicamente perguntava para as pessoas o que elas tinham nos fios, e por medo deste mito, parte das que tinham os fios bem danificados e eu indicava boas dosagens de reconstrução, preferiam ignorar meu parecer. Mas, em algumas semanas, lá vinham elas de volta me pedir auxílio. Eu acredito piamente em segundas chances, e então, voltava a auxiliá-las com a mesma posição, e depois, elas vinham felizes me dizer que obtiveram só positividades.

 

E então, uma coisa que meus amigos e meus leitores mais próximos sempre me perguntam: Como você consegue ter esse cabelo sem quebrar? Isto pois, eu sempre estou com uma cor de cabelo diferente, ou uma textura diferente… O segredo? Queratina!


Quando vou descolorir, tingir, alisar, encaracolar, realinhar (progressiva só dá certo MESMO em fios mais saudáveis), eu sempre faço reconstrução antes e depois (menos na época de EP, que seguia a N).

Reconstrução faz parte da minha rotina semanal! Sempre, ou ao menos quase sempre, eu faço duas reconstruções por semana. Uma mais leve ao meio da semana, com produtos home care ou intermediários mesmo, e uma vez, geralmente no fim de semana, uma reconstrução “de verdade”/potente.

 

Existem marcas (que não vou citar, para não dar-lhes publicidade gratuita), que já atribuem o uso da queratina para uso diário! E outras, que incluem a queratina, seja em pequenas ou grandes quantidades, em todos os seus produtos (como a L’oreal Professional faz em seus produtos, sempre colocando a bio-ceramida neles).

Prova da eficácia do tratamento ULTRA-REPARADOR que a queratina tem nos fios… Quem nunca foi fazer uma cauterização estando com os cabelos super-mega-blaster-advanced danificados, e sair do processo com eles com uma aparência absurdamente jovial. Mesmo, em vezes, até com kits baratos de perfumaria! Lhes garanto, não foi o silicone do final!

 

Então pessoal, cortem essa de que queratina vai danificar, ou quebrar o seu cabelo, se você tem algum tipo de dano, mesmo que bem leve! E vocês que têm os fios danificados, quebrados, fracos, porosos, nas últimas, alie uma boa dosagem de reconstrução em seus cabelos, aliadas a uma boa onda de nutrição capilar, e só terão sorrisos e bons olhares!

 

NÃO DEIXEM DE CONFERIR:

E PRINCIPALMENTE, INCLUAM ESTES POSTS EM SUAS VIDAS:

Abraços.

F.

 

Resenha: Kit Cristalização Óleo de Argan (Tutanat)

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou resenhar pra vocês o kit Cristalização Óleo de Argan da Tutanat.

Ele veio lá da loja Rishon. Está por exatos R$ 60,00 atualmente. 

 

Bem, ele é indicado para todos os tipos de cabelo. Ele tem um total de 335 ml, distribuídos entre quatro mini produtos. Estes que são: shampoo, reestruturador, máscara e óleo de argan.

 

O óleo e argan é rico em ácidos graxos insaturados, principalmente Omega 9, além das vitaminas A e E, e tem como benefícios, sua capacidade de hidratar, reduzir frizz e controlar os cabelos rebeldes. Possui ainda efeito antioxidante, que combate os danos causados pelo sol, mar, oxidação, produtos químicos e excesso de escovação. É capaz de nutrir e reestruturar cabelos secos e quebradiços, além de proteger contra danos térmicos. Como benefício adicional, prolonga a cor e o efeito liso nos fios.”


O kit promete diversos benefícios, que são:

#Nutrição e reparação intensa 

#Recuperação dos fios danificados 

#Redução total do frizz 

#Efeito antienvelhecimento 

#Ação antioxidante 

#Hidrata e elimina o ressecamento 

#Prolonga e realça a cor dos fios 

#Prolonga o efeito liso

#Promove brilho e maciez 

#Previne pontas duplas 

#Função termoativada


Os fios devem ser lavados com o shampoo, massageando bem até formar espuma, enxaguar e repetir a aplicação. Em seguida, aplicar o reestruturador e deixar agir por 2 ou 3 minutos. Por cima dele, aplicar a máscara, enluvar os fios e deixar agir por 5 minutos. Em seguida enxaguar, aplicar de 2 a 5 gotas do óleo de argan nos fios.


Shampoo: 


Ele vem em 100 ml e promete redução total do frizz.


“O Shampoo Tutanat Óleo de Argan foi desenvolvido especialmente para você que deseja ter seus cabelos sedosos, nutridos e brilhosos sempre. Possui uma fórmula balanceada para todos os tipos de cabelos, que elimina totalmente o frizz e promove maciez e brilho extra aos fios, deixando seus cabelos com aspecto mais saudável e natural.”


Na fórmula encontrei: argania spinosa kernel oil, linum usitassium (linseed) seed extract.


Ele tem um aroma neutro bem gostoso. Uma coloração creme bem clara, textura perolada no meio termo entre o liquido e o grosso. É bem perolado, sendo inteiramente cintilante.

No uso, ele não resseca ou danifica os fios. Promove uma limpeza sem abrir muito as cutículas. Deixa os fios bem limpos, sem deixá-los embaraçados, o que favorece a diminuição de um proveniente frizz.


Reestruturador:


Ele vem em 100 ml e promete recuperação dos fios danificados.


“O Reestruturador Tutanat Óleo de Argan é um produto diferenciado que reúne vários ativos recuperadores e que faz uma reposição total das proteínas perdidas pelo cabelo. Sua fórmula recupera as fibras dos cabelos secos ou quebradiços e promove força, deixando os fios hidratados por muito mais tempo.”


Na fórmula encontrei: glycerin, hydrogenated castor oil, argania spinosa kernel oil, linum usitassium (linseed) seed extract.


Ele tem uma textura de um gel liquido, coloração creme translúcida, mesmo aroma do shampoo mas mais fraco. Ao aplicar nos fios ele dá um efeito levemente selante já em contato, que continua após o enxágue.

Até aí okay, gostei do efeito… Mas detestei a enganação da descrição, alguém mais leigo não se importaria, mas eu sim! Como li uns blogs que diziam que sentiam o produto reconstruir os fios… Selar cutículas não é reconstruir os fios .-. Ele promete repor totalmente as proteínas perdidas do cabelo… Mas espera, ele não tem NENHUM tipo de proteína na fórmula, nem uma proteína do trigo. dá uma ajuda na selada dos fios, mas não tem poder de reposição proteica nenhuma, segundo a fórmula.


Máscara:


Ela vem com 120 gramas e promete nutrição e reparação intensa dos fios.


“A Máscara Tutanat Óleo de Argan proporciona nutrição, hidratação intensiva e proteção térmica aos fios, tem ação antioxidante e anti-frizz, além de manter a cor e o efeito liso nos fios por muito mais tempo.”


Na fórmula encontrei: argania spinosa kernel oil (5º item), linum usitassium (linseed) seed extract, glycerin.

Ela tem uma coloração creme, uma textura comum, nem muito mole, nem muito dura, ótima. Não tem cheiro de nada… Curioso porém legal! =D

Ao aplicar e massagear os fios ficam bem macios, ela é fácil de aplicar. Não dá aquela maciez molenga, mas sim uma de controle. Ao enxágue, os fios continuam com este efeito. Maleáveis e com um leve brilho. Hidrata e dá uma leve nutrida nos fios.


Óleo de Argan:


Ele tem 15 ml.


“Como finalizador. Após pentear os cabelos secos, aplique de 2 a 5 gotas sobre os cabelos espalhando bem para dar brilho, eliminar o frizz e proteger os fios da umidade.”


Na fórmula encontrei: argania spinosa kernel oil (4º item). Tem vários silicones.


Ele tem um aroma suave. Ele tem uma textura mediana, mas que espalha rapidamente ficando suave. Ele dá suavidade e brilho instantaneamente. O brilho é jovial e a suavidade é bem gostosa de sentir. Minha irmã falou “Uau” com pelo brilho, na hora em que ela me viu aplicando.


Bem, no resultado geral, já que é um kit… Ele dá ma maciez e uma leve nutrida nos fios. Mais hidrata do que nutre. Os benefícios são de maciez, suavidade e um brilho suave. Dá um aspecto mais bem tratado. Auxilia no efeito liso, prevenindo o frizz. Uma opção legal e rápida para usar naqueles dias em que você precisa sair e estar com os cabelos apresentáveis.

Indico para fios ressecados ou sem muitos danos. Se estiver com os fios danificados, o efeito mais “brilhante” durará por algumas longas horas, mas passará, deixando a suavidade e um leve brilho. Mas me baseando que é indicado para todos os tipos de cabelo, na teoria, ele não poderia ser muito pesado mesmo.


O que promete: Nutrição e reparação intensa, recuperação dos fios danificados, redução total do frizz, efeito antienvelhecimento, ação antioxidante, hidratar e elimina o ressecamento, prolongar e realça a cor dos fios, prolongar o efeito liso, promover brilho e maciez, prevenir pontas duplas, função termo ativada

O que faz: Cumpre em parte o que promete. Creio que cumpra tudo para um cabelo com poucos danos.

Classificação: Bom

Compraria novamente: Talvez (se estivesse com os fios apenas ressecados)

Nota: 6 (seria 7, mas tirei um ponto pela promessa do reestruturador)


Abraços.

F.

Cronograma Capilar: Cabelos Danificados por Descoloração e Volume na Raiz!

Olá pessoal, tudo okay?

Mais uma leitora (Aline Costa) me enviou suas dúvidas a respeito do Cronograma Capilar, e vou respondê-las aqui, para que quem tenha as mesmas dúvidas, possa se beneficiar!

 

“Olá Felipe.

Acabo de conhecer o cronograma e serei adepta.
Tomei a liberdade de lhe enviar este e-mail que você disponibilizou para Rafaela Santana no face.
Eu vivo mais ou menos o problema dela,mas o meu caso é mais sério nas pontas, ou devo dizer uns cinco dedos das pontas para cima… 
…Acho os cabelos fundamentais para a beleza em qualquer pessoa, principalmente mulher. E assim tenho que sempre estar cortando-os, queria ter cabelos longos, sem pontas tesas…
Faço relaxamento e a mais ou menos um ano comecei a fazer luzes,apesar do intervalo de três a quatro meses entre elas, agora até mais, meu cabelo piorou nas pontas, sem contar que é cheio de cabelo novo, sempre, o que fica arrepiado quando faço escova! Já comprei produtos caros, como L’oreal X-tenso para cabelos com luzes e Matrix da linha Smooth: shampoo, condicionador e máscaras, tudo da mesma linha, mas não adiantou muito!”
 
Apenas fazendo uma análise do caso, já dava para eu dar um auxílio direto sobre o que ela teria que fazer para solucionar o problema. Mas vejamos as dúvidas dela:
 
1 – Não abro mão do relaxamento, meu cabelo não é enrolado,mas ele sempre foi volumoso, nas raízes e nas pontas e eu era super infeliz com ele a mais ou menos uns 13 anos eu comecei a relaxar e na época achei muito bom; a minha nova cabeleireira fala que usaram produtos muito fortes nele por isso agora tá assim, mas afinal, o que eu quero é correr atrás do prejuízo.
Então Raquel, é normal o seu caso. Por me dizer que usou o X-Tenso da L’oreal, posso crer que a base que utiliza para o alisamento é e sempre foi o tioglicolato de amônia, correto? Assim, basicamente falando, dependendo da saúde de um cabelo, é sim possível se fazer luzes com uma ox com 30 volumes em cabelos previamente relaxados, e preferencialmente com pós descolorantes (de qualidade) que não contenham amônia. Um que contém amônia, mas eu nunca tive problema algum, pois já testei várias bases (menos lítio e henê) de alisamento (tioglicolato de amônia e guanidina) e alinhamento (formol e ácido glioxílico; sobre esses, saiba mais clicando aqui), foi o da L’oreal Professional, o Platine Precision (resenha aqui).Uma outra coisa que você deve saber, é que um fio que foi alisado e posteriormente descolorido, jamais poderá ter um novo contato com uma base alisante, mesmo que compatível. Isto na parte anteriormente alterada quimicamente, ou seja, comprimento e pontas; já a raiz sim, mas com todo um cuidado (profissional) para que não haja toque algum entre a química e a parte já quimicamente modificada. Fique sempre atenta no que o profissional faz quando estiver aplicando qualquer procedimento em seus fios.
Como sua cabeleireira falou, pode até ser sim que tenham utilizado produtos muito fortes nos seus fios, ou também, que tenham utilizado produtos de má qualidade nos mesmos.
E ah, como o seu cabelo é quimicamente tratado, com combinação dupla de química, você deverá dar um foco mais especial em nutrição e reconstrução, no cronograma, também lhe auxiliarão quanto ao volume. Tente seguir H, N, R uma vez de cada por semana, por um mês pelo menos.
 
2 – Você poderia por favor, também me indicar produtos para o meu cronograma?
Posso sim, por isso já deixo as tags prontas aqui no blog. 
Para produtos para a etapa de hidrataçãoclique aqui.
Para produtos para a etapa de nutriçãoclique aqui.
Para produtos para a etapa de reconstrução, clique aqui.
 
3 – Uma coisa que não entendi direito no cronograma é com relação a ordem dos produtos. Tipo: shampoo, mascara e condicionador, ou só máscara e não precisa condicionador? 
Aqui há uma questão que na verdade é bem corriqueira. É simples, faça no teste do toque. Isto porque a maioria dos produtos não indica o pH dos mesmos, que é o indicador de necessidade de condicionar ou não. O teste do toque se dará por após você enxaguar a máscara, você sentir se os fios estão com um sensorial agradável. Se estiverem, beleza, finalize-os, caso contrário, condicione-os. 
Caso tenha produtos que tenham o indicativo do pH, use o condicionador somente se ele tiver o pH mais ácido (menor) que o da máscara. Exemplo: máscara com pH 4,5 e condicionador pH 3,5; já se for uma máscara com pH 3,5 e um condicionador com pH 4,0, descarte a ideia.
 
4 – Quanto as ampolas? Li na internet que quando se usa ampola,não necessita de máscara e vice -versa!
Bem, depende, mas é praticamente isto mesmo! Se for aquelas ampolas mais em conta, do tipo “vitamina E”, “ampola de brilho”, etc; é preferencial juntá-las na máscara na porção em que vai utilizar. Agora se for uma ampola mais concentrada, na maioria dos casos, realmente não é necessário. Mas como disse, depende, do caso, pois umas suprem necessidades e outras não. Deixo exemplos aqui da ampola da Phró, que não preciso usar nada após ela (confira aqui) e a famosa Semi Di Lino da Alfaparf, que sempre sinto precisar fazer algo após ela (confira aqui).
 
Da saga do Cronograma Capilar 
 
Abraços.
F.