Cronograma Capilar: Cabelos Danificados por Descoloração e Volume na Raiz!

Olá pessoal, tudo okay?

Mais uma leitora (Aline Costa) me enviou suas dúvidas a respeito do Cronograma Capilar, e vou respondê-las aqui, para que quem tenha as mesmas dúvidas, possa se beneficiar!

 

“Olá Felipe.

Acabo de conhecer o cronograma e serei adepta.
Tomei a liberdade de lhe enviar este e-mail que você disponibilizou para Rafaela Santana no face.
Eu vivo mais ou menos o problema dela,mas o meu caso é mais sério nas pontas, ou devo dizer uns cinco dedos das pontas para cima… 
…Acho os cabelos fundamentais para a beleza em qualquer pessoa, principalmente mulher. E assim tenho que sempre estar cortando-os, queria ter cabelos longos, sem pontas tesas…
Faço relaxamento e a mais ou menos um ano comecei a fazer luzes,apesar do intervalo de três a quatro meses entre elas, agora até mais, meu cabelo piorou nas pontas, sem contar que é cheio de cabelo novo, sempre, o que fica arrepiado quando faço escova! Já comprei produtos caros, como L’oreal X-tenso para cabelos com luzes e Matrix da linha Smooth: shampoo, condicionador e máscaras, tudo da mesma linha, mas não adiantou muito!”
 
Apenas fazendo uma análise do caso, já dava para eu dar um auxílio direto sobre o que ela teria que fazer para solucionar o problema. Mas vejamos as dúvidas dela:
 
1 – Não abro mão do relaxamento, meu cabelo não é enrolado,mas ele sempre foi volumoso, nas raízes e nas pontas e eu era super infeliz com ele a mais ou menos uns 13 anos eu comecei a relaxar e na época achei muito bom; a minha nova cabeleireira fala que usaram produtos muito fortes nele por isso agora tá assim, mas afinal, o que eu quero é correr atrás do prejuízo.
Então Raquel, é normal o seu caso. Por me dizer que usou o X-Tenso da L’oreal, posso crer que a base que utiliza para o alisamento é e sempre foi o tioglicolato de amônia, correto? Assim, basicamente falando, dependendo da saúde de um cabelo, é sim possível se fazer luzes com uma ox com 30 volumes em cabelos previamente relaxados, e preferencialmente com pós descolorantes (de qualidade) que não contenham amônia. Um que contém amônia, mas eu nunca tive problema algum, pois já testei várias bases (menos lítio e henê) de alisamento (tioglicolato de amônia e guanidina) e alinhamento (formol e ácido glioxílico; sobre esses, saiba mais clicando aqui), foi o da L’oreal Professional, o Platine Precision (resenha aqui).Uma outra coisa que você deve saber, é que um fio que foi alisado e posteriormente descolorido, jamais poderá ter um novo contato com uma base alisante, mesmo que compatível. Isto na parte anteriormente alterada quimicamente, ou seja, comprimento e pontas; já a raiz sim, mas com todo um cuidado (profissional) para que não haja toque algum entre a química e a parte já quimicamente modificada. Fique sempre atenta no que o profissional faz quando estiver aplicando qualquer procedimento em seus fios.
Como sua cabeleireira falou, pode até ser sim que tenham utilizado produtos muito fortes nos seus fios, ou também, que tenham utilizado produtos de má qualidade nos mesmos.
E ah, como o seu cabelo é quimicamente tratado, com combinação dupla de química, você deverá dar um foco mais especial em nutrição e reconstrução, no cronograma, também lhe auxiliarão quanto ao volume. Tente seguir H, N, R uma vez de cada por semana, por um mês pelo menos.
 
2 – Você poderia por favor, também me indicar produtos para o meu cronograma?
Posso sim, por isso já deixo as tags prontas aqui no blog. 
Para produtos para a etapa de hidrataçãoclique aqui.
Para produtos para a etapa de nutriçãoclique aqui.
Para produtos para a etapa de reconstrução, clique aqui.
 
3 – Uma coisa que não entendi direito no cronograma é com relação a ordem dos produtos. Tipo: shampoo, mascara e condicionador, ou só máscara e não precisa condicionador? 
Aqui há uma questão que na verdade é bem corriqueira. É simples, faça no teste do toque. Isto porque a maioria dos produtos não indica o pH dos mesmos, que é o indicador de necessidade de condicionar ou não. O teste do toque se dará por após você enxaguar a máscara, você sentir se os fios estão com um sensorial agradável. Se estiverem, beleza, finalize-os, caso contrário, condicione-os. 
Caso tenha produtos que tenham o indicativo do pH, use o condicionador somente se ele tiver o pH mais ácido (menor) que o da máscara. Exemplo: máscara com pH 4,5 e condicionador pH 3,5; já se for uma máscara com pH 3,5 e um condicionador com pH 4,0, descarte a ideia.
 
4 – Quanto as ampolas? Li na internet que quando se usa ampola,não necessita de máscara e vice -versa!
Bem, depende, mas é praticamente isto mesmo! Se for aquelas ampolas mais em conta, do tipo “vitamina E”, “ampola de brilho”, etc; é preferencial juntá-las na máscara na porção em que vai utilizar. Agora se for uma ampola mais concentrada, na maioria dos casos, realmente não é necessário. Mas como disse, depende, do caso, pois umas suprem necessidades e outras não. Deixo exemplos aqui da ampola da Phró, que não preciso usar nada após ela (confira aqui) e a famosa Semi Di Lino da Alfaparf, que sempre sinto precisar fazer algo após ela (confira aqui).
 
Da saga do Cronograma Capilar 
 
Abraços.
F.

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: