Dica do Dia: Tudo sobre QUERATINA! A vida dos cabelos como a água é do corpo!

Olá pessoal, tudo okay?

Hoje vou falar pra vocês de um assunto que para muitos pode ser polêmico, mas que bem, para mim, não é nada demais… Queratina, a vida dos fios de cabelo!

 

 

 

Há muito tempo atrás, quando eu decidi entrar de cabeça nos cuidados capilares, uma das primeiras coisas que ficavam fixadas a mente era o polêmico assunto, que era tão difundido inclusive na blogosfera… Que queratina quebra o cabelo! Tá, não diretamente desta forma, mas que em excesso, ou demais, ou sempre, geraria a quebra.

Tá okay… E por um curtíssimo, para não dizer poucas semanas, período de tempo, eu fiquei com isto na cabeça. Entretanto, como sou muitíssimo analítico e perspicaz, fiz uma reflexão comigo mesmo e pensei “Bem, queratina compõe cerca de 90% da estrutura de um fio de cabelo… Então como é que ela viria a danifica-lo?”

Analisando elementos, apenas em modo alusivo… O corpo é formado por 70% de água, contudo, tomar água regularmente, garante maior saudabilidade de um corpo humano e a falta dela, causa efeitos de ‘pane’ no mesmo, como em vezes que ele pede por água e nós ingerimos alimentos. O gás oxigênio, que respiramos, quando se junta com outra molécula de oxigênio, não é destruído… Vira ozônio.

 

Mas começar do início…

 

Felipe, o que é a Queratina?

 

A molécula de queratina, nada mais é do que uma proteína. Ela tem uma textura fibrosa formada por uma estrutura dentre 15 aminoácidos e outras proteínas menores (entre estas estas estão, em ordem alfabética: ácido aspártico, ácido glutâmico, alanina, arginina, aspargina, cisteína, fenilalanina, glutamina  glicina, histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, prolina, serina, treonina, tirosina, tripolina, valina…), sendo que a maior delas é a cisteína (esta que nos cabelos, proporciona resistência e melhora na elasticidade). No corpo humano, é possível encontrá-la na pele, cabelos e nas unhas. Ela tem origem animal e é impermeável a água (por isso mesmo, o fio bem queratinizado, consegue ser mais saudável). Uma curiosidade é que existem vários tipos de queratina… Como a queratina ácida, a queratina neutra e a queratina básica, formadas a partir de uma sequência formada pela cadeia de cada uma delas.

 

O que a Queratina faz em contato com o cabelo ou a pele?

 

A queratina forma uma espécie de camada, na pede, sobre a epiderme, gerando uma proteção resistente contra a perda de água (hidratação), além de proteger de danos que possam vir a ocorrer; a ação sobre os cabelos, também é parecida. São tão resistentes, que mesmo mortas estas moléculas/células, conseguem exercer sua função singularmente.

 

De onde vem a Queratina utilizada nos cosméticos?

 

A grande maioria vem de extração animal, em que a maior parte dela é extraída das penas de aves; nestas quais em cada única pena, é estruturada por 90% de queratina, assim como os nossos cabelos. Ela é aplicada nos mais diversos itens dos setores cosméticos, como em shampoos, condicionadores, máscaras, finalizadores, tratamentos capilares, esmaltes, produtos para a pele, etc.

 

 

OBS: AS ALTAS TEMPERATURAS AFETAM A QUERATINA! Sim! Existem estudos que comprovam que altas temperaturas afetam a eficiência da queratina. Apenas produção da extração dela, em 40º C uma extração que gere 165 mg, em 70º a quantidade obtida é inferior, sendo de apenas 85 mg.

 

Como dito acima, a queratina compõe cerca de 90% do fio de cabelo, e por este simples motivo, é provavelmente o ativo de tratamento mais difundido pela área. A forma mais comumente encontrada nos cosméticos é a queratina hidrolisada (hydrolyzed keratin), obtida por hidrólise gerando a “queratina liquida” tão conhecida por muitos. Neste estado, ela tem baixo peso molecular, facilitando a entrada das moléculas pelas cutículas dos cabelos (levando-se em consideração que a molécula de queratina “completa” é grande, sendo incapaz de ‘entrar’ no fio); que ao longo do tempo, gera maior hidratação, reparo, brilho e condicionamento único aos fios. 

Contudo, o uso dela é em uma concentração baixa nos cosméticos. Sabiam disso? Em shampoos, ela se concentra de 1 a 3%; nos condicionadores, de 2 a 5%; nos tratamentos de restauração, a partir de 3% e em alisantes, de 2 a 5%. Então… Já daí é precário dizer que ela geraria um “excesso” nos fios.

 

A Queratina então é o principal ativo de recuperação dos fios?

 

Sim! Através/após do uso de processos químicos (alisamentos, colorações e descolorações) os fios são submetidos a ações que geram a perda da massa/queratina dos fios, revelando um novo aspecto mais seco, opaco e poroso, se fazendo necessária uma reposição proteica nos mesmos. Um dos processos de recuperação desta perda é a conhecida Cauterização Capilar (saiba como fazer uma clicando aqui)

 

 

E então, você é apresentado a uma pessoa que tem cabelos completamente danificados e porosos, e ela tem medo de usar óleos para resolver a porosidade com medo de deixar os fios ‘oleosos’, e tem medo de usar queratina e produtos reconstrutores com medo de que os fios se endureçam. É algo ILÓGICO!

E na maioria não é nem culpa direta da pessoa, pois ela ficou com medo de usar porque provavelmente leu em algum lugar que isto lhe faria mal.

Muitas vezes até em alguns salões de beleza a cliente pode ter ouvido algo desses, em que ela chega com o cabelo completamente danificado, faz uma sessão de algum tratamento “que irá funcionar”, mas que ela não poderá usar queratina ou ao menos não usar queratina sempre, mas terá que “voltar ao salão semanalmente para reparar os danos dos fios”. E com o que é que vão recuperar esses danos? Com a queratina! Aí me dizem, mas no rótulo dos produtos diz que são a base de proteínas e/ou aminoácidos… E então eu digo, proteínas e aminoácidos formam as cadeias queratínicas, e muitas vezes, são as moléculas dela partidas, que geram a hydrolyzed keratin na fórmula dos produtos.

 

Unicamente, queratina poderia vir a dar excesso ou overdose, unicamente e apenas em fios nas três categorias: virgens, saudáveis (de verdade) ou levemente ressecados. Se seu cabelo quebra, ele precisa de queratina, se seu cabelo não mantém tratamentos, ele precisa de queratina, se seu cabelo resseca completamente ao longo do dia, ele precisa de queratina!

Utilizar um alisante, seja de guanidina ou tioglicolato; utilizar um pó descolorante, seja com amônia ou amonia free; utilizar uma tintura permanente ou semi permanente, até muitas vezes mesmo apenas um tonalizante (geralmente os mais em conta), estarão tirando boa parte da “massa capilar”… E esta matéria, nada mais é do que a queratina dos fios… Ou ainda a as proteínas deles, os aminoácidos ou como quiserem chamar.

 

Quando o Cronograma Capilar (saiba mais aqui) foi difundido pelas redes, várias pessoas vinham me perguntar como fazer. Eu logicamente perguntava para as pessoas o que elas tinham nos fios, e por medo deste mito, parte das que tinham os fios bem danificados e eu indicava boas dosagens de reconstrução, preferiam ignorar meu parecer. Mas, em algumas semanas, lá vinham elas de volta me pedir auxílio. Eu acredito piamente em segundas chances, e então, voltava a auxiliá-las com a mesma posição, e depois, elas vinham felizes me dizer que obtiveram só positividades.

 

E então, uma coisa que meus amigos e meus leitores mais próximos sempre me perguntam: Como você consegue ter esse cabelo sem quebrar? Isto pois, eu sempre estou com uma cor de cabelo diferente, ou uma textura diferente… O segredo? Queratina!


Quando vou descolorir, tingir, alisar, encaracolar, realinhar (progressiva só dá certo MESMO em fios mais saudáveis), eu sempre faço reconstrução antes e depois (menos na época de EP, que seguia a N).

Reconstrução faz parte da minha rotina semanal! Sempre, ou ao menos quase sempre, eu faço duas reconstruções por semana. Uma mais leve ao meio da semana, com produtos home care ou intermediários mesmo, e uma vez, geralmente no fim de semana, uma reconstrução “de verdade”/potente.

 

Existem marcas (que não vou citar, para não dar-lhes publicidade gratuita), que já atribuem o uso da queratina para uso diário! E outras, que incluem a queratina, seja em pequenas ou grandes quantidades, em todos os seus produtos (como a L’oreal Professional faz em seus produtos, sempre colocando a bio-ceramida neles).

Prova da eficácia do tratamento ULTRA-REPARADOR que a queratina tem nos fios… Quem nunca foi fazer uma cauterização estando com os cabelos super-mega-blaster-advanced danificados, e sair do processo com eles com uma aparência absurdamente jovial. Mesmo, em vezes, até com kits baratos de perfumaria! Lhes garanto, não foi o silicone do final!

 

Então pessoal, cortem essa de que queratina vai danificar, ou quebrar o seu cabelo, se você tem algum tipo de dano, mesmo que bem leve! E vocês que têm os fios danificados, quebrados, fracos, porosos, nas últimas, alie uma boa dosagem de reconstrução em seus cabelos, aliadas a uma boa onda de nutrição capilar, e só terão sorrisos e bons olhares!

 

NÃO DEIXEM DE CONFERIR:

E PRINCIPALMENTE, INCLUAM ESTES POSTS EM SUAS VIDAS:

Abraços.

F.

 

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: